ELABORAÇÃO DO VINHO Parte II – Vinho Branco e Vinho Rosé

Como é feito o vinho branco?

Diferente do vinho tinto, pode ser obtido por uvas brancas (suco com ou sem casca), ou com o suco das uvas tintas levadas para fermentar sem a casca. Outro diferencial é a temperatura, que deve ser baixa e constante (entre 15 e 18ºC) dentro do tanque de fermentação, isso fará com que sejam produzidos vinhos brancos elegantes, leves e frutados.

Geralmente se usam tonéis de aço inox, que permite o melhor controle de temperatura. Outro fator importante é a estabilização, que é o processo de deixar o vinho em repouso por vários dias, em temperatura perto dos 0ºC, possibilitando a formação e deposição de cristais de ácido tartárico, evitando também que isso ocorra após o vinho ser engarrafado. 

Os vinhos brancos geralmente não são amadurecidos em madeira como os tintos, e o processo de filtragem acontece antes do engarrafamento.

Como é feito o vinho rosé?

Produzidos a partir das uvas tintas que são esmagadas e colocadas para fermentar com as cascas, sendo removidas assim que o suco atinge a tonalidade rosada desejada. Depois disso são vinificados como o vinho branco, pois como eles, também são leves e delicados. 

Outro modo de obter vinhos rosés é pela mistura de uvas tintas e brancas no tanque de fermentação, ou através de cortes ou assemblages entre tintos e brancos.